BOVESPA- Índice termina no zero a zero semana com Fed e desconforto fiscal

BOVESPA- Índice termina no zero a zero semana com Fed e desconforto fiscal

Reuters  | 18.09.2020 21:48

BOVESPA- Índice termina no zero a zero semana com Fed e desconforto fiscal

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO, 18 Set (Reuters) - A bolsa paulista engatou a terceira semana consecutiva com sinal negativo, mesmo que discreto, nesta sexta-feira, quando o Ibovespa fechou novamente no patamar dos 98 mil pontos, reflexo da piora em Wall Street e desconforto com a cena fiscal no país.

Em meio a desavenças entre o presidente Jair Bolsonaro e sua equipe econômica, investidores seguem melindrados com as perspectivas para as contas públicas, em um momento no que a economia ainda sofre com os efeitos da pandemia de Covid-19.

Dúvidas crescentes sobre a capacidade do Tesouro Nacional de refinanciar a dívida pública e o desconforto com o comportamento dos preços, particularmente os IGP-Ms, tem estressado os juros futuros longos e contaminado outros mercados. caso da bolsa, um dos principais suportes para a recuperação desde as mínimas de março é justamente o alívio na taxa estrutural de juros, não apenas a Selic, que está no piso histórico de 2% ao ano.

Do cenário externo, nem o tom 'dovish' do Federal Reserve conseguiu empolgar agentes financeiros, que voltaram a embolsar lucros em Wall Street, em meio a sinais mostrando estagnação da retomada da atividade econômica norte-americana.

Para Filipe Villegas, estrategista da Genial Investimentos, os eventos da semana, particularmente as reuniões do Fed e do Banco Central brasileiro, não trouxeram novidades relevantes.

"Eu vejo o investidor pouco motivado a fazer posições mais fortes no mercado pela falta de novidades e notícias, mas vejo que mesmo essa falta de notícias não foi suficiente para que o investidor saísse do mercado de maneira tão forte", observou.

De acordo com Villegas, o que tem acontecido na bolsa é uma rotação setorial, com o investidor saindo de posições vencedoras no ano para papéis que estariam atrasados em busca de retornos mais atrativos. "Mas mais seletivo", ressaltou.

Do ponto de vista gráfico, ele avaliou que o Ibovespa está bastante consolidado no intervalo de 98 mil a 100 mil pontos. "Mas se o Ibovespa perder esse patamar (de 98 mil pontos), pode sinalizar uma movimentação mais forte de queda", ponderou.

Gestores e estrategistas também têm citado onda de ofertas de ações - IPOs e follow-ons - no mercado brasileiro em 2020 como mais uma componente que tem ajudado a deixar o Ibovespa oscilando em um intervalo razoavelmente curto.

Apenas neste ano, já ocorreram cerca de 30 ofertas (IPOs e follow ons), de acordo com dados disponíveis no site da B3, e há em torno de 50 ofertas iniciais engatilhadas, segundo registros na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

"Isso faz com que o mercado fique sobreofertado em termos de fluxo", disse o gestor Guilherme Motta, da GAP Asset.

Nesta sexta-feira, o Ibovespa .BVSP fechou em queda de 1,81%, a 98.289,71 pontos, com variação negativa de 0,08% na semana e de 1,09% mês. No ano, amarga declínio de 15,01%.

Maiores baixas do Ibovespa no dia .PL.BVSP

Maiores altas do Ibovespa no dia .PG.BVSP

O índice Small Caps .SMLL recuou 1,94%, a 2.402,89 pontos, com alta de 0,71% na semana e baixa de 1,34% no mês. No acumulado de 2020, registra queda de 15,42%.

O volume negociado no pregão nesta sexta-feira somou 28 bilhões de reais.

NOTÍCIAS DE AÇÕES EM DESTAQUE NA SEMANA:

Pesquisa do BofA mostra sentimento ainda positivo para Ibovespa reduz lote padrão de ETFs e BDRs locais ganham preferência de candidatas a IPO do Magazine Luiza aprova desdobramento de ações Drogasil desdobra ações na proporção de 1 para 5 a partir de 21/09 da Cury sai abaixo da faixa inicial sugerida, movimenta R$977,5 mi da Plano & Plano sai abaixo da faixa inicial sugerida, movimenta R$690 mi Brasil anuncia oferta de ações e espera precificar em 24/09 Educação desaba cerca de 8% em estreia na Nasdaq DO IBOVESPA DO ACUMULADO DO MÊS:

- AZUL PN AZUL4.SA tem alta de 26,97%, com o setor aéreo ensaiando reação após fortes perdas com a pandemia de Covid-19, em meio a aumento de oferta de voos e resiliência dos negócios mesmo sem auxílio estatal. A Azul disse que recebeu da BNDESPar e de um sindicato de bancos proposta de apoio financeiro que prevê uma oferta pública de um instrumento híbrido para captar no mínimo 2 bilhões de reais. GOL PN GOLL4.SA sobe 12,35%.

- GPA ON PCAR3.SA mostra alta de 18,56%, com desempenho puxado principalmente pelo anúncio de estudos para a cisão de seu braço de atacarejo Assaí e posterior listagem da companhia na B3 e na Bolsa de Nova York. A listagem do Assaí na bolsa, porém, não será acompanhada de IPO.

- ULTRAPAR ON UGPAR.SA avança 8,79% no mês, mantendo a trajetória positiva desde meados de agosto, após a assinatura entre sócios de um novo acordo de acionistas, com a entrada da gestora de recursos Pátria Investimentos.

- IRB BRASIL ON IRBR3.SA tem perda de 21,18%, renovando mínimas históricas, após uma série de adversidades envolvendo irregularidades contábeis que levaram a uma forte revisão de resultados, além de perspectivas negativas para a companhia.

- B2W ON BTOW3.SA recua 15,97% e VIA VAREJO ON VVAR3.SA cai 14,98%, numa forte correção após ganhos expressivos desde o começo do ano, que se apoiaram no expressivo crescimento do comércio online. MAGAZINE LUIZA ON MGLU3.SA perde 6,5%.

Veja o comportamento dos principais índices setoriais na B3 no acumulado do mês:

- Índice financeiro .IFNC : -4,50%

- Índice de consumo .ICON : -1,20%

- Índice de Energia Elétrica .IEE : -1,80%

- Índice de materiais básicos .IMAT : +3,89%

- Índice do setor industrial .INDX : +1,58%

- Índice imobiliário .IMOB : -1,67%

- Índice de utilidade pública .UTIL : (Edição de Aluísio Alves)

Relacionadas

Últimos comentários

Adicione um comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

A realização de transações com instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve altos riscos, incluindo o risco de perda de uma parte ou da totalidade do valor do investimento, e pode não ser adequada para todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos tais como eventos financeiros, regulamentares ou políticos. A realização de transações com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir realizar transações com instrumentos financeiros ou criptomoedas, deve informar-se sobre os riscos e custos associados à realização de transações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente os seus objetivos de investimento, nível de experiência e nível de risco aceitável, e procurar aconselhamento profissional quando este é necessário.
A Fusion Media gostaria de recordar os seus utilizadores de que os dados contidos neste website não são necessariamente fornecidos em tempo real ou exatos. Os dados e preços apresentados neste website não são necessariamente fornecidos por quaisquer mercados ou bolsas de valores, mas podem ser fornecidos por formadores de mercados. Como tal, os preços podem não ser exatos e podem ser diferentes dos preços efetivos em determinados mercados, o que significa que os preços são indicativos e inapropriados para a realização de transações nos mercados. A Fusion Media e qualquer fornecedor dos dados contidos neste website não aceitam a imputação de responsabilidade por quaisquer perdas ou danos resultantes das transações realizadas pelos seus utilizadores, ou pela confiança que os seus utilizadores depositam nas informações contidas neste website.
É proibido usar, armazenar, reproduzir, mostrar, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste website sem a autorização prévia e explicitamente concedida por escrito pela Fusion Media e/ou pelo fornecedor de dados. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados pelos fornecedores e/ou pela bolsa de valores responsável pelo fornecimento dos dados contidos neste website.
A Fusion Media pode ser indemnizada pelos anunciantes publicitários apresentados neste website, com base na interação dos seus utilizadores com os anúncios publicitários ou com os anunciantes publicitários.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Polski Português (Brasil) Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
A guardar as alterações

+

Descarregue a Aplicação Investing.com

Obtenha acesso gratuito a cotações e gráficos em tempo real, bem como a alertas sobre ações, índices, moedas, commodities e obrigações. Obtenha acesso gratuito às melhores análises técnicas e previsões.

Investing.com é melhor na Aplicação!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência mais fluida disponíveis apenas na Aplicação.

';