BOVESPA-Índice fecha em queda com NY e tombo do petróleo, mas sustenta 100 mil pontos

BOVESPA-Índice fecha em queda com NY e tombo do petróleo, mas sustenta 100 mil pontos

Reuters  | 08.09.2020 21:36

BOVESPA-Índice fecha em queda com NY e tombo do petróleo, mas sustenta 100 mil pontos

(Atualiza com dados oficiais de fechamento e mais informações)

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO, 8 Set (Reuters) - O Ibovespa fechou em queda nesta terça-feira, com Petrobras entre as maiores baixas na esteira do tombo do petróleo no exterior, em sessão também negativa em Wall Street, enquanto, no Brasil o cenário fiscal continua preocupando.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa .BVSP fechou em declínio de 1,18%, 100.050,43 a pontos, após ser negociado abaixo dos 100 mil pontos na mínima.

A partir desta sessão, a carteira teórica do Ibovespa passou a incluir as ações da Eztec EZTC3.SA e da PetroRio PRIO3.SA .

Na volta de fim de semana prolongado por feriado na segunda-feira, o volume financeiro somou 25,5 bilhões de reais.

Em Wall Street, que também não abriu na segunda-feira por feriado nos Estados Unidos, o Nasdaq .IXIC recuou mais de 4%, conforme o 'sell-off' em ações de tecnologia continuou pelo terceiro pregão seguido. O S&P 500 .SPX caiu 2,78%.

Novos ruídos nas relações China-Estados Unidos corroboraram o viés negativo, entre eles uma potencial sanção norte-americana contra a fabricante de chips SMIC e comentários do presidente Donald Trump de que a economia dos EUA se descole da China.

Para Danilo Cápua, sócio da Guelt Investimentos, além da realização de lucros no mercado norte-americano, pesaram na bolsa paulista preocupações com as contas públicas brasileiras.

"Depois da apresentação do Orçamento, o mercado entendeu que tem pouquíssimo espaço para remanejo e ainda não está explicado como será pago o Renda Brasil... Isso ainda deixa uma aversão a risco grande", afirmou.

Em relatório nesta terça-feira, a agência de classificação de risco Moody's observou que a dinâmica política apresenta alguns riscos à consolidação fiscal. PETROBRAS PN PETR4.SA e PETROBRAS ON PETR3.SA caíram 2,88% e 3,47%, respectivamente, afetadas pelo forte declínio dos preços do petróleo no exterior. O Brent LCOc1 fechou em baixa de 5,3%, a 39,78 dólares o barril. A companhia também anunciou que reduzirá os preços médios do diesel e da gasolina em 5% nas suas refinarias a partir de quarta-feira. PETRORIO ON PRIO3.SA recuou 6,08% em sua estreia no Ibovespa, tendo ainda de pano de fundo dados operacionais - preliminares e não auditados - que mostraram produção total de 33.319 barris de óleo equivalente por dia. VIA VAREJO ON VVAR3.SA fechou em baixa de 3,97%, com ações de varejistas com forte atuação no comércio eletrônico mais uma vez sofrendo correção, enquanto ainda figuram entre as maiores valorizações do Ibovespa em 2020. B2W ON BTOW3.SA cedeu 2,87% e MAGAZINE LUIZA ON MGLU3.SA perdeu 1,22%.

- ITAÚ UNIBANCO PN ITUB4.SA caiu 2,24% e BRADESCO PN BBDC4.SA cedeu 1,59%, sucumbindo ao ambiente de maior aversão a risco na bolsa paulista.

- VALE ON VALE3.SA caiu 2,02%, diante da queda dos preços do minério de ferro na China e a notícia de que não obteve acordo para vender sua fatia de 95% na Nova Caledônia para a New Century Resources (NCZ). No setor de mineração e siderurgia, CSN CSNA3.SA foi exceção e fechou em alta de 0,6%.

- AZUL PN AZUL4.SA e GOL PN GOLL4.SA avançaram 6,79% e 2,05%, em meio a apostas de que a flexibilização das regras para evitar a disseminação do Covid-19 ajudará na recuperação das companhias, cujas ações afundaram em 2020 por causa da pandemia e ainda estão entre os piores desempenhos do Ibovespa no ano.

- HAPVIDA ON HAPV3.SA valorizou-se 1,4%, após divulgar que firmou instrumentos de arrendamento e de compra de participações de entidades de saúde nas Regiões Sudeste e Centro-Oeste, dentro da estratégia de expansão e consolidação nacional, incluindo a compra do Grupo Promed, em Minas Gerais. OI ON OIBR3.SA subiu 1,09% e OI PN OIBR4.SA avançou 5,96%, após conceder ao consórcio formado por TIM Participações, Telefônica Brasil e Claro, cláusula 'stalking horse' no leilão de seus ativos móveis. TIM TIMP3.SA avançou 1,7% e TELEFÔNICA BRASIL PN VIVT4.SA fechou em alta de 0,27%. Também no radar esteve assembleia de credores da Oi. ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em .PL.BVSP

Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em .PG.BVSP

(Edição de Aluísio Alves)

Relacionadas

Últimos comentários

Adicione um comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

A realização de transações com instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve altos riscos, incluindo o risco de perda de uma parte ou da totalidade do valor do investimento, e pode não ser adequada para todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos tais como eventos financeiros, regulamentares ou políticos. A realização de transações com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir realizar transações com instrumentos financeiros ou criptomoedas, deve informar-se sobre os riscos e custos associados à realização de transações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente os seus objetivos de investimento, nível de experiência e nível de risco aceitável, e procurar aconselhamento profissional quando este é necessário.
A Fusion Media gostaria de recordar os seus utilizadores de que os dados contidos neste website não são necessariamente fornecidos em tempo real ou exatos. Os dados e preços apresentados neste website não são necessariamente fornecidos por quaisquer mercados ou bolsas de valores, mas podem ser fornecidos por formadores de mercados. Como tal, os preços podem não ser exatos e podem ser diferentes dos preços efetivos em determinados mercados, o que significa que os preços são indicativos e inapropriados para a realização de transações nos mercados. A Fusion Media e qualquer fornecedor dos dados contidos neste website não aceitam a imputação de responsabilidade por quaisquer perdas ou danos resultantes das transações realizadas pelos seus utilizadores, ou pela confiança que os seus utilizadores depositam nas informações contidas neste website.
É proibido usar, armazenar, reproduzir, mostrar, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste website sem a autorização prévia e explicitamente concedida por escrito pela Fusion Media e/ou pelo fornecedor de dados. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados pelos fornecedores e/ou pela bolsa de valores responsável pelo fornecimento dos dados contidos neste website.
A Fusion Media pode ser indemnizada pelos anunciantes publicitários apresentados neste website, com base na interação dos seus utilizadores com os anúncios publicitários ou com os anunciantes publicitários.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Polski Português (Brasil) Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
A guardar as alterações

+

Descarregue a Aplicação Investing.com

Obtenha acesso gratuito a cotações e gráficos em tempo real, bem como a alertas sobre ações, índices, moedas, commodities e obrigações. Obtenha acesso gratuito às melhores análises técnicas e previsões.

Investing.com é melhor na Aplicação!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência mais fluida disponíveis apenas na Aplicação.

';